Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2014

As Vidas e Mortes de um Escritor

Escritores nascem e morrem muitas vezes, bem mais do que os comuns mortais. Dominam a arte de devorar e ser devorados, como presas e feras na mesma pele. 
Mesmo esmagados e machucados por si próprios ou por outros, conseguem se recuperar, reconstruindo-se com os retalhos de palavras, ideias e pedaços de histórias.
Escritores matam mais do que imaginamos, mesmo que apenas na vontade. Parecem calmos e silenciosos por fora mas aniquilam sem remorso personagens, ideias, textos, contos e até romances inteiros.
Lá no fundo sentem-se como deuses, provando o poder ilimitado da imaginação e sentindo a força incontrolável dos sentidos e das emoções que respiram. 
Seus sonhos não são comuns. E facilmente tornam-se pesadelos, premonições e paranóias. E assim criam fantasmas e medos para sua própria mente. 
Enlouquecem acordados ou dormindo, fugindo do nada, convivendo com demônios e santos, tragédias e êxtases, como que perseguidos por suas próprias criações e personagens.
Escritores criam e des…