Pular para o conteúdo principal

LIVROS / BOOKS


EBOOKS


DÔ MINHOCA


Dô Minhoca tinha muito amigos e adorava dormir. A vida das minhocas debaixo da terra era agitada e ela tinha muito curiosidade de descobrir o que acontecia  lá fora da terra. 
Um dia foi capturada por um pescador para ser usada como isca. Foi engolida por um peixe mas conseguiu escapar dele, e também fugiu da boca de um gato e de um pássaro.  
Tentou voltar para casa mas se perdeu e sentiu-se sozinha e triste.
Graças a um amigo consegui voltou pra casa e reencontrou seus amigos e ainda teve uma grande surpresa...




SLEEPYHEAD

Sleapyhead loved sleeping and dreaminng and had many friends. The life of the earthworms underground was frantic, but she was very curious and wanted to discover the world.One day, she was caught by a fisherman. She ended up being swallowed by a fish, but was able to escape from him, and also from a cat and a bird.She tried to go home, but got lost. Thanks to a friend, she managed to get back home and even got a big surprise.



A CIGARRA

Contos e crônicas sobre pessoas, sonhos e emoções. Histórias que trazem vida, transformação e descoberta. Como palavras escondidas e gravadas nas asas de uma cigarra.


Formato iBook. 
Como fazer download do livro:
Para iPad, iPhone ou Mac: entre no aplicativo - iBook - dentro dele procure o item - loja - . Vá na busca e digite - a Cigarra.



LIVROS


ESCREVER E BLOGAR

Ao completar três anos de blog, decidir escolher os posts que achei mais significativos e preparei uma edição de livro em formato digital, que contasse um pouco desta experiência, com um design próprio.


Formato PDF — gratuito — http://goo.gl/u2iUuo


ATRÁS DO BICHO-BOLA

Livro infanto-juvenil  publicado pela Editora Vozes em 1991, e reeditado por mim em 2014.

A história conta a aventura de um garoto apaixonado por futebol que se perde em meio a uma floresta cheia de bichos. As ilustrações são de minha irmã, Raquel de Assis Tostes .

Fiz uma nova edição mantendo as características principais mas otimizando a leitura para computadores, celulares, iPads e outros dispositivos.




Link para download - em PDF _ gratuito: http://goo.gl/NHk3Pq









Postagens mais visitadas deste blog

Novo Projeto - Jogo com Aventura e Ecologia

Olá amigos e amigas,

Após 18 meses de desenvolvimento, Sobrevivência na Amazônia - está na fase final de desenvolvimento. É um projeto independente de boardgame que procura combinar aventura e ecologia. Ele será lançado em financiamento coletivo - em breve. Na página dele serão dadas notícias e informações do andamento do projeto. O vídeo de lançamento dá uma ideia do conceito geral. Conto com o apoio de todos para divulgar e compartilhar!



#boardgame #amazonia #ecologia

Escritores na Era Digital - Quem somos e para onde vamos?

Caros amigos(as) Estou realizando uma pesquisa sobre o "Escritor(a) na Era Digital". Elaborei algumas perguntas e um questionário na web (via Google Docs). A pesquisa tem como objetivo levantar informações sobre: ser escritor(a), rotinas de escrita e leitura, meios de publicação, divulgação e presença na web. Espero com as respostas poder fazer um quadro de como os escritores/escritores estão se posicionando/adaptando neste momento de tantas transformações. Conto com seu apoio e participação

Segue o link:
http://goo.gl/forms/0JTYDWOAzPTl6Cjj2

Qualquer dúvida falem comigo:


att

Roberto Tostes

Escritores tem que Dar a Cara à Tapa

O seu jeito de escrever, seu estilo, sua verdade, sua mensagem, sua loucura e simplicidade, tudo faz parte de cantos interiores, viscerais, que são únicos, próprios de cada um e de cada vida. Para descobrir as suas palavras e sua maneira de lidar com elas (destino — conteúdo — caminho) é preciso sair do chuveiro, do armário, da toca, do buraco, de seja lá onde for que você se esconda, reprima, adie, fuja. Escritores vivem de palavras, ideias e textos que apenas esperam a hora certa de se expressar. Botar a cara à tapa é uma atitude corajosa e necessária. Menos para os outros, muito mais para nós mesmos. Assim nos expressamos, nos jogamos, nos colocamos intensamente ou sutilmente para alguma forma de linguagem. Muito mais do que sós, até fora de nós mesmos, com todo o desafio e medo de encarar o vazio. Não importa tanto o que os outros vão achar, mas o que você vai descobrir de si mesmo. Mas essa matéria vital que você vai extrair de suas experiências e emoções ainda tem que ser trabalh…