Pular para o conteúdo principal

10 DICAS PARA MARKETING NAS MÍDIAS SOCIAIS


Numa época que precisamos estar constantemente  buscando, trocando e compartilhando informações, trabalhar com mídias sociais requer flexibilidade, inteligência e planejamento.
Seguem 10 palavras que traduzem pontos fundamentais  paras  conseguir bons resultados nas redes e mídias sociais:

1.    Silêncio
Nas mídias sociais o ideal é falar menos e escutar mais. Ouvir as opiniões de seus clientes e favorecer os canais de comunicação com eles pode ajudar a melhorar seus serviços e facilitará o trabalho de descobrir o que os seus clientes buscam e necessitam.

2.    Foco
Para alcançar melhores resultados é preciso definir e o público certo para seus produtos/serviços e montar  sua estratégia de marketing conforme as características de perfil e mercado deste segmento.

3.    Qualidade
Qualidade é mais importante que quantidade. É melhor ter 100 conexões reais em uma rede que acessam e lêem efetivamente do que 10.000 que podem desaparecer em questão de segundos ou horas.

4.    Paciência
Dificilmente alguém consegue resultados da noite para o dia. É importante ter em mente que resultados positivos e  concretos só se conquistam a médio e longo prazo.

5.    Conjunto
Se você se esforçar em conteúdos de qualidade, sua audiência pode compartilhá-lo com seus próprios contatos em Twitter, Facebook e Linkedin, blogs , etc. O ato de divulgar e discutir seu conteúdo cria novos ganchos para os mecanismos de busca indexarem seus textos e atraírem mais visitantes.

6.    Influência
Mapeie as pessoas influentes nas suas áreas de atuação, pois elas lidam com o público que pode estar interessado em seus produtos, serviços e negócios. Estar conectado e trabalhar com elas pode alavancar seus negócios e aumentar a audiência.

7.    Valor
Se você só usa a Web para divulgar e promover seus produtos e serviços,  as pessoas podem acabar se cansando. É fundamental dar espaço para o diálogo. Um público constante e satisfeito é a melhor propaganda para sua empresa/negócio.

8 . Reconhecimento
.
Assim como você não despreza clientes na vida real, tampouco ignore qualquer cliente virtual. O sucesso nas mídias sociais está relacionado na construção e manutenção de relações.

9.    Acessibilidade
Publique conteúdos com freqüência e continue ativo.  Esteja disponível para ouvir comentários, tirar dúvidas, discutir detalhes.  Renovar e atualizar as informações e opiniões é  fundamental para manter o fluxo de acesso e discussão.

10.   Reciprocidade
Não espere que os outros compartilhem seus conteúdos  em suas redes sem fazer o mesmo. Dedique um tempo para ler e compartilhar conteúdos produzidos por outros. E até de outras línguas e culturas. Na web navegar é preciso, e interagir também.

As dicas citadas servem tanto para empresas como para instituições, profissionais, campanhas e qualquer comunicação que queira usar a web e suas redes sociais.

Bom Trabalho!

Siga-me no Twitter: @robertotostes

Texto adaptado do post http://www.entrepreneur.com/article/218160


Postagens mais visitadas deste blog

Novo Projeto - Jogo com Aventura e Ecologia

Olá amigos e amigas,

Após 18 meses de desenvolvimento, Sobrevivência na Amazônia - está na fase final de desenvolvimento. É um projeto independente de boardgame que procura combinar aventura e ecologia. Ele será lançado em financiamento coletivo - em breve. Na página dele serão dadas notícias e informações do andamento do projeto. O vídeo de lançamento dá uma ideia do conceito geral. Conto com o apoio de todos para divulgar e compartilhar!



#boardgame #amazonia #ecologia

Escritores na Era Digital - Quem somos e para onde vamos?

Caros amigos(as) Estou realizando uma pesquisa sobre o "Escritor(a) na Era Digital". Elaborei algumas perguntas e um questionário na web (via Google Docs). A pesquisa tem como objetivo levantar informações sobre: ser escritor(a), rotinas de escrita e leitura, meios de publicação, divulgação e presença na web. Espero com as respostas poder fazer um quadro de como os escritores/escritores estão se posicionando/adaptando neste momento de tantas transformações. Conto com seu apoio e participação

Segue o link:
http://goo.gl/forms/0JTYDWOAzPTl6Cjj2

Qualquer dúvida falem comigo:


att

Roberto Tostes

Quando pessoas viram marcas e marcas viram pessoas

Vivemos em uma época em que cada vez mais marcas querem parecer humanas e pessoas querem se tornar tão fortes quanto marcas. Isso não deixa de trazer uma certa contradição. Empresas e corporações nunca terão a imagem espontânea de pessoas de verdade. E pessoas, mesmo famosas e conhecidas, podem cair em armadilhas quando se preocupam demais com marketing, público-alvo e poder de vendas. Quando foram criadas, muitas marcas nasceram da iniciativa individual de empreendedores que construíram negócios como Ford, Hewlett-Packard (HP), Ferrari, Johnson, Granado (Brasil) e outras pessoas. Depois do auge da era industrial, as fábricas passaram a entrar em um processo mecanizado, produção em série, grandes unidades e produção em massa. As marcas modernas substituíram as antigas relações diretas entre o artesão e o consumidor, da loja ou do armazém da esquina. Para conquistar e fidelizar essa massa de consumidores vieram os recursos de marketing, design e publicidade. Os anos 50 mostram bem isso…