Sua Marca Pessoal Não Tem Preço


Em época de bilhões de pessoas e trilhões de informações e em velocidade cada vez maior, como conseguir deixar um  sinal pessoal de sua existência e de suas ideias na web?

O primeiro passo é saber quem você é. E fazer de seu nome, uma marca. Criar uma assinatura pessoal é fundamental para ser reconhecido e identificado por seu trabalho, carreira, projetos ou coisas feitas por você.

Seja empreendedor ou empresário, empregado ou autônomo, profissional, artista, artesão, qualquer pessoa precisa de uma identidade única. 

Construir esta marca pessoal é fundamental para ter certeza de que seu trabalho seja reconhecido e valorizado.
Seguem algumas dicas para criar e consolidar essa identidade digital:

Seu nome é sua melhor identidade.
Aquilo que você escolher como assinatura  pode ficar associado a você para sempre. Nome real ou pseudônimo, faça uma única escolha e não mude mais. Em tempos digitais ter que alterar algo significa recomeçar tudo ou perder um significativo tempo.

Trabalho lento e a longo prazo.
A não ser que você seja ou se torne uma celebridade ou alguém famoso, sua reputação será resultado de muito esforço. Um pouco de guerrilha, de insistência, de constância. Pra conhecer e ser conhecido, é preciso tempo e esforço. A curto prazo não se consegue algo duradouro.  

Seu cartão de visita é você.
Muito mais do que o cartão que você entrega, e-mail ou celular, vale sua apresentação e postura. Como você reage, olha e se comporta. O olho no olho faz a primeira impressão e como você se comporta e se comunica vai definir um perfil de personalidade. Nada substitui este contato pessoal. 

Conexões e valor.
Por mais ampla e diversificada que você consiga tornar sua cadeia de contatos, profissionais ou pessoais, seguidores e leitores, saiba que ela é virtual e não real.
Mesmo no mundo on line, filtre e selecione  aqueles que dialogam com você no mesmo nível, trocando informações e interagindo de forma positiva.
Sua rede mais confiável será sempre formada pelas pessoas mais próximas,  com quem você fala ou tem contato diretamente.

Seu conteúdo, sua verdade.
Mais do que nunca você é o que diz, escreve, o que lê, o que comenta e divulga. Seja uma frase, texto, foto, vídeo ou texto na web as coisas perduram e você pode se arrepender de alguma atitude impensada. Como sua própria vida  e suas atitudes, seu contéudo é de sua responsabilidade. Procure também o equilíbrio entre pessoal e profissional. 

Foco e energia.
Dúvidas e imprevistos sempre surgem mas nesta longa jornada tem vantagem quem sabe o que quer e consegue se manter no trilho. Concentre o foco naquilo que você realmente gosta ou sabe. Outros caminhos sempre existem dentro dos próprios caminhos, mas o pior é adiar escolhas ou não decidir.


Siga seus próprios ideais.
Nunca esqueça daqueles ideais e sonhos que ficaram para trás mas que definiram e ainda mostram quem você é.
Eles podem ser a melhor referência nas horas de desespero, desânimo e vazio existencial. Ser fiel a si mesmo é também reconhecer erros,  se autocriticar , saber recomeçar e evoluir.


Faça da sua identidade e marca o que você quer fazer de sua vida.

Postagens mais visitadas deste blog

Novo Projeto - Jogo com Aventura e Ecologia

Escritores na Era Digital - Quem somos e para onde vamos?

Viagens, Bicicletas e Caminhos