Pular para o conteúdo principal

Vantagens Reais de um Livro Digital


Acabei de lançar um livro digital.  Deu bastante trabalho - para editar e colocar no formato adequado  - mas o resultado e repercussão está superando minhas expectativas.

Livros de papel continuarão cumprindo sua função e tendo seu espaço, mas publicações digitais oferecem uma série de vantagens (não importa se pagas ou gratuitas):

1) Rapidez
A parte de projeto e elaboração editorial ainda conta muito mas ao ter o produto pronto é mais fácil e mais rápido lançar e distribuir.

2) Plataforma
Um livro digital pode ser lido em vários dispositivos – smartphone, computadores, iPads, tablets e leitores kindle, kobo e outros;

3) Atualização
Mesmo após publicado você pode aperfeiçoar, melhorar, corrigir e atualizar com muita agilidade.

4) Custo
Você não se preocupa com custos industrias de impressão como papel, formatos, número de páginas e quantidades. E pode usar mais recursos como cores, fotos, gráficos e outros elementos visuais.

5) Controle
Com recursos de web você tem ideia da repercussão e controle de origem, sabendo e podendo analisar os resultados e avaliar estratégias.

6) Diálogo
Você pode trocar ideias com sua rede e contatos (antes e depois do livro estar pronto) ouvindo opiniões e estabelecendo uma relação direta com seus leitores.

7) Alcance
Pode expandir seu contéudo para novas fronteiras  –  Não se limita a um blog, site ou redes sociais. Ele pode ser replicado ou multiplicado em diferentes e novos canais

8) Durabilidade 
Além de não ter desgaste de material, o livro digital  pode ser lido agora ou anos à frente – trazendo resultados a curto e longo prazo.

9) Preço
Publicações digitais podem ser colocados de forma gratuita ou ter alteração de preços com promoções temporárias. Muitos títulos colocam preços baixos para conseguir maior penetração e escala de venda.

10) Oportunidade
De forma geral é mais fácil colocar um título digital no ar, testando produtos ou aproveitando eventos e datas especiais.

11) Identidade
É um recurso importante para pessoas, organizações e empresas mostrarem seu trabalho, produtos, serviços, ideias e projetos.

12) Sustentabilidade
Ebooks dispensam qualquer tipo de papel e gastam menos recursos naturais e energia.

Livros Digitais não estão aí para acabar com livros de papel. Eles vieram para expandir o horizonte de leitura e abrir novas oportunidades de publicação.

Agora dá para Escrever, Ler e Publicar mais. A web está aí para isso.

Dois exemplos de referência:
Não-ficção – Escrever e Blogar – três anos de blog em um livro digital - de Roberto Tostes
Formato PDF.  http://goo.gl/u2iUuo 
Ficção – Cigarra - contos e crônicas sobre pessoas, sonhos e emoções –
http://vimeo.com/73343509
Formatos: PDF e iBook - apple

Para informações e orçamentos: robertotostes

Postagens mais visitadas deste blog

Novo Projeto - Jogo com Aventura e Ecologia

Olá amigos e amigas,

Após 18 meses de desenvolvimento, Sobrevivência na Amazônia - está na fase final de desenvolvimento. É um projeto independente de boardgame que procura combinar aventura e ecologia. Ele será lançado em financiamento coletivo - em breve. Na página dele serão dadas notícias e informações do andamento do projeto. O vídeo de lançamento dá uma ideia do conceito geral. Conto com o apoio de todos para divulgar e compartilhar!



#boardgame #amazonia #ecologia

Escritores na Era Digital - Quem somos e para onde vamos?

Caros amigos(as) Estou realizando uma pesquisa sobre o "Escritor(a) na Era Digital". Elaborei algumas perguntas e um questionário na web (via Google Docs). A pesquisa tem como objetivo levantar informações sobre: ser escritor(a), rotinas de escrita e leitura, meios de publicação, divulgação e presença na web. Espero com as respostas poder fazer um quadro de como os escritores/escritores estão se posicionando/adaptando neste momento de tantas transformações. Conto com seu apoio e participação

Segue o link:
http://goo.gl/forms/0JTYDWOAzPTl6Cjj2

Qualquer dúvida falem comigo:


att

Roberto Tostes

Quando pessoas viram marcas e marcas viram pessoas

Vivemos em uma época em que cada vez mais marcas querem parecer humanas e pessoas querem se tornar tão fortes quanto marcas. Isso não deixa de trazer uma certa contradição. Empresas e corporações nunca terão a imagem espontânea de pessoas de verdade. E pessoas, mesmo famosas e conhecidas, podem cair em armadilhas quando se preocupam demais com marketing, público-alvo e poder de vendas. Quando foram criadas, muitas marcas nasceram da iniciativa individual de empreendedores que construíram negócios como Ford, Hewlett-Packard (HP), Ferrari, Johnson, Granado (Brasil) e outras pessoas. Depois do auge da era industrial, as fábricas passaram a entrar em um processo mecanizado, produção em série, grandes unidades e produção em massa. As marcas modernas substituíram as antigas relações diretas entre o artesão e o consumidor, da loja ou do armazém da esquina. Para conquistar e fidelizar essa massa de consumidores vieram os recursos de marketing, design e publicidade. Os anos 50 mostram bem isso…