Pular para o conteúdo principal

10 Motivos Usar Mais o PDF


A principal caracteristica  deste formato é ser uma forma livre e gratuita de transmitir
informação e conhecimento.

Com os documentos digitais circulando cada vez mais do que os impressos, a facilidade e versatilidade do formato PDF ganhou muito espaço.

Para divulgar, promover, distribuir informação e comunicar, o PDF apresenta muitas vantagens. Um exemplo é a grande quantidade de ebooks com distribuição gratuita neste formato. Também são muito usados para portfólios, material de apresentação, cursos, projetos, relatórios e muitos outros itens.

Confiram as principais vantagens deste formato que é o mais usado atualmente para distribuição de documentos:

1) Compatibilidade com todos sistemas operacionais
É aceito por Mac, Windows ou Linux e outros, em qualquer língua e uso de caracteres especiais, fórmulas, equações etc.

2) Facilidade de distribuição 
Pode ser enviado como anexos por emails, programas e aplicativos. E tem a opção de versões mais leves para mensagens, com texto e imagens comprimidos.

3)  Liberdade no design e formatação
Mantém as características do documento original. Utiliza o formato de vetor/linhas, mais leve e que permite melhor integração de design e texto, com uso livre de fontes, fotos, tipologias e outros recursos gráficos.

4) Versatilidade de formatos, cores e páginas
Gera vários tipos de documentos, desde relatórios, projetos, plantas, manuais, e outros formatos sem limitação de tamanho ou número de páginas.

5) Adaptável a diversos formatos de tela
Tanto pode ser lido e visto impresso como em computadores,  tablets, smartphones ou projetado em telas e apresentações.

6) Simplicidade de uso
É o formato padrão mais usado em documentos,  de distribuição gratuita, com aprendizagem e manuseio fácil por qualquer usuário.

7) Segurança - Permite formatos protegidos
Na versão avançada você pode trancar um documento para impedir de ser reproduzido ou impresso, ou permitir o acesso através de senha.

8) Prático - Substitui documentos ou livros físicos (novos ou antigos)
Permite conservar e atualizar  publicações de papel com as vantagens da manipulação digital, sem dano físico e com possibilidade de atualização ou correção.

9) Pode ser editado
Pode ser editado, corrigido e atualizado por vários tipos de programas tanto na parte de texto quanto de imagem.

10) Múltipla ferramenta de divulgação, organização e comunicação
Pode ser usado por profissionais de diversas áreas além de empresas, organizações  e instituições para divulgar trabalhos, informativos, publicações, relatórios, projetos e organizar melhor a comunicação interna ou externa.

É um formato que permite distribuir livremente informação por pessoas, instituições, empresas,  
instituições e organizações.

É também uma forma de economizar papel e custos. 

Permite livre forma de expressão, distribuição e geração de conhecimento.

Vida longa ao PDF!

+Roberto Tostes 









Postagens mais visitadas deste blog

Novo Projeto - Jogo com Aventura e Ecologia

Olá amigos e amigas,

Após 18 meses de desenvolvimento, Sobrevivência na Amazônia - está na fase final de desenvolvimento. É um projeto independente de boardgame que procura combinar aventura e ecologia. Ele será lançado em financiamento coletivo - em breve. Na página dele serão dadas notícias e informações do andamento do projeto. O vídeo de lançamento dá uma ideia do conceito geral. Conto com o apoio de todos para divulgar e compartilhar!



#boardgame #amazonia #ecologia

Escritores na Era Digital - Quem somos e para onde vamos?

Caros amigos(as) Estou realizando uma pesquisa sobre o "Escritor(a) na Era Digital". Elaborei algumas perguntas e um questionário na web (via Google Docs). A pesquisa tem como objetivo levantar informações sobre: ser escritor(a), rotinas de escrita e leitura, meios de publicação, divulgação e presença na web. Espero com as respostas poder fazer um quadro de como os escritores/escritores estão se posicionando/adaptando neste momento de tantas transformações. Conto com seu apoio e participação

Segue o link:
http://goo.gl/forms/0JTYDWOAzPTl6Cjj2

Qualquer dúvida falem comigo:


att

Roberto Tostes

Quando pessoas viram marcas e marcas viram pessoas

Vivemos em uma época em que cada vez mais marcas querem parecer humanas e pessoas querem se tornar tão fortes quanto marcas. Isso não deixa de trazer uma certa contradição. Empresas e corporações nunca terão a imagem espontânea de pessoas de verdade. E pessoas, mesmo famosas e conhecidas, podem cair em armadilhas quando se preocupam demais com marketing, público-alvo e poder de vendas. Quando foram criadas, muitas marcas nasceram da iniciativa individual de empreendedores que construíram negócios como Ford, Hewlett-Packard (HP), Ferrari, Johnson, Granado (Brasil) e outras pessoas. Depois do auge da era industrial, as fábricas passaram a entrar em um processo mecanizado, produção em série, grandes unidades e produção em massa. As marcas modernas substituíram as antigas relações diretas entre o artesão e o consumidor, da loja ou do armazém da esquina. Para conquistar e fidelizar essa massa de consumidores vieram os recursos de marketing, design e publicidade. Os anos 50 mostram bem isso…