Os Algoritmos e Nossa Privacidade



Os algoritmos estão aí cada vez mais marcando os passos dos nossos cliques, impulsos e hábitos, traçando um mapa detalhado de nossas rotas de web, de comportamento e consumo.

De forma sutil e invisível são engrenagens ocultas que querem prever e influenciar nossas ações.  Conseguem filtrar nossas informações e decidir o que podemos acessar e ler da forma que eles desejam.
O tempo todo pedem sua localização, seus dados pessoais, seus contatos e hábitos, querendo revirar seu histórico virtual e real e descobrir os seus segredos mais ocultos.

Isso é um círculo perigoso, vamos ficando cada vez mais marcados no meio de uma grande manada.
Pretendem controlar e dirigir o que desejamos, como e quando consumimos, o que e quem devemos ver e ler nas redes sociais.

É como um grande espelho que, virtualmente, vai te copiando nos mínimos gestos e hábitos com a intenção de te dominar do outro lado do vidro.

Para lidar contra este sistema agora multifacetado em muitas teias e telas só temos um recurso: sermos menos previsíveis.

Por isso precisamos ser mais contraditórios, esguios e furtivos. Não se deixar dominar facilmente.  É hora de fazer coisa inesperadas, quebrar regras, desconectar-se. Precisamos mostrar que somos mais complexos do que parecemos.

Atenção no que você assina, concorda ou autoriza. Na web temos o impulso de agir rápido na velocidade de um clique e precisamos ter mais cuidado. Existem muitas armadilhas para nos pegar desprevenidos.
Escolha sabendo o que você decide e compre sabendo o real valor daquilo que você adquiriu.

Leia, estude, esteja sempre aprendendo algo. Não acredite em tudo que você lê. Confirme fontes, pesquise mais. Use a quantidade de informação disponível a seu favor.

Olhando a realidade de um jeito mais crítico e atento, enxergaremos melhor o universo por trás das estruturas.

Saiba olhar entendendo que está sendo cada vez mais observado, medido e quantificado. Por isso é preciso atenção com modelos e padrões sociais impostos de fora.

Questione sempre, procure sair do comum. Na internet e no mundo real precisamos manter viva a chama da liberdade e do poder de escolher o que fazer com nossas vidas.

+Roberto Tostes

Para entender melhor o que os algoritmos fazem:
http://www1.folha.uol.com.br/tec/2014/03/1432549-quem-decide-o-que-voce-ve-na-internet.shtml

Postagens mais visitadas deste blog

Novo Projeto - Jogo com Aventura e Ecologia

Escritores na Era Digital - Quem somos e para onde vamos?

Viagens, Bicicletas e Caminhos