Filhos, Livros e Árvores

Todos falam de criar, criações, de semear e colher.

Mas um ser é alguém de carne e osso, que chora, sorri e nos espanta e emociona como vida em estado bruto. É a existência que sorri e chora em nosso colo, ou simplesmente dorme em silêncio.

Já o que imaginamos vem da mente, uma massa interna que brota e se expande até tomar forma de ideia e texto.  E pode nos mostrar e ensinar muitas coisas, para quem souber ler ou escutar.

Uma árvore sempre será um ser independente, mas sempre em função dos outros, sendo de todos e de ninguém. Compartilhando sempre seus frutos, folhas, galhos e raízes.

Ter um filho é uma gestação que transforma a gente por dentro. Acompanhar de perto, sofrer e sorrir, crescer, vendo aos poucos uma coisa mínima se transformar em uma pessoa.

Na vida, nunca sabemos o que acontecerá com o que plantamos, o que germinará e crescerá, o que dará frutos.

Filhos irão mudar e nós também. Poderemos em algum momento, voltar a aprender com eles, e também depender deles, passar a olhá-los de outra forma

Livros, filhos e árvores tem uma relação especial com o tempo. Podemos reler a mesma história muitos anos depois, encontrar a mesma pessoa e a mesma sombra.

Árvores, como filhos e livros, também nos falam de vida, de troca. Além de sombra e proteção, nos trazem frutos, ar puro, beleza e calma.

Podem durar toda uma vida, centenárias, exemplo de simplicidade e de equilíbrio com outros seres, insetos, animais, sempre gerando vida, sem pedir nada em troca.

Em nossas vidas somos um pouco disso tudo, filhos e filhas, pais e mães, palavras ditas e escritas, árvores que plantamos ou contemplamos.

Sabendo ou não, fazemos parte de um ciclo, que um dia se renovará mesmo sem nossa consciência.
Poderemos até perceber um pouco disso em alguns momentos da vida. Talvez por uma sensação, ou uma visão, um espanto.

De qualquer maneira será sempre muito tênue e rápido. Mas quem compreender, jamais esquecerá desses instantâneos momentos.

A vida sempre será tão intensa quanto nossos olhos e tão vibrante quanto nosso coração. Quem viver verá.

@robertotostes

Postagens mais visitadas